Processo de Isabel Ribeiro

Crime/Acusação

judaísmo

Data da prisão

02/03/1557

Estado civil

viúva

Estatuto social

cristã-nova

Idade

50 anos

Mãe

Branca Lopes, cristã-nova

Morada

Torres Novas

Origem

Inquisição de Lisboa

Pai

Gárcio Ribeiro, cristão-novo, tendeiro

Sentença

auto-da-fé. Abjuração em forma, cárcere perpétuo e hábito penitencial.

Cônjuge

Álvaro Malho

Notas

A ré foi mandada para o bairro dos judeus de onde não sairia sem licença da Inquisição.