Processo de Isabel Rodrigues

Crime/Acusação

judaísmo

Data da prisão

15/01/1555

Estado civil

casada

Estatuto social

cristã-nova

Morada

Santarém

Naturalidade

[Espanha]

Origem

Inquisição de Lisboa

Sentença

auto-da-fé de 26/05/1556. Abjuração em forma, cárcere e hábito penitencial perpétuo, sem remissão.

Cônjuge

João Alonso, negociante de azeite

Cargos, funções, actividades

ex-taberneira, vendedora de azeite

Notas

A ré foi mandada para o bairro dos judeus de onde não sairia sem licença da Inquisição.