Processo de Joana de Sousa

Crime/Acusação

judaísmo

Data da prisão

13/12/1618

Estado civil

solteira

Estatuto social

cristã-nova

Idade

12 anos

Mãe

Maria de Sousa, cristã-nova

Morada

Lisboa

Naturalidade

Lisboa

Origem

Inquisição de Lisboa

Pai

Manuel Soares, cristão-novo, sem ofício

Sentença

auto-da-fé de 28/11/1621. Abjuração em forma, cárcere e hábito penitencial perpétuo.

Notas

Por provisão do bispo D. Fernão Martins Mascarenhas, Inquisidor Geral, de 16/12/1624, foi-lhe retirado o hábito penitencial e levantada a pena de cárcere perpétuo.

Outras formas do nome

alcunha "a Moça"