Processo de António Sarinho

Crime/Acusação

actividade contrária ao recto ministério do Santo Ofício

Data da prisão

03/07/1618

Estado civil

casado

Estatuto social

cristão-velho

Idade

41 anos

Mãe

Catarina Pestana

Morada

[Porto]

Naturalidade

Miranda do Corvo

Origem

Inquisição de Lisboa

Pai

André Rodrigues Sarinho, vivia de sua fazenda

Sentença

auto-da-fé privado de 05/10/1618. Pagamento de custas .

Cônjuge

Maria da Costa, cristã-velha

Cargos, funções, actividades

escrivão da Correição do Crime e do Juízo da Chancelaria da Relação do Porto