Processo de António Luís

Crime/Acusação

bigamia

Data da prisão

1618

Estado civil

casado

Estatuto social

cristão-velho

Idade

33 anos

Mãe

Ana Lopes, cristã-velha

Morada

Azambuja

Naturalidade

Couto do Pedroso, bispado do Porto

Origem

Inquisição de Lisboa

Pai

Cristóvão Luís, cristão-velho, serralheiro

Sentença

auto-da-fé de 10/11/1619. Abjuração de leve, degredo para as galés, por sete anos, ser açoitado publicamente, penitências espirituais, pagamento de custas.

Cônjuge

Maria Pires ou Domingues

Cargos, funções, actividades

carpinteiro

Notas

O réu casou segunda vez com Isabel Guterres.