Processo de Cristóvão de Castro

Crime/Acusação

impedir o recto ministério do Santo Ofício

Data da prisão

03/07/1618

Estado civil

casado

Estatuto social

cristão-velho

Idade

26 anos

Mãe

Maria Bravo, cristã-velha

Morada

Porto

Naturalidade

Vila Nova, Bispado do Porto

Origem

Inquisição de Lisboa

Pai

Constantino de Castro, cristão-velho, tabelião

Sentença

auto-da-fé privado de [1618]. Degredo para fora da cidade do Porto e seu termo, por um ano, abjuração de leve, pagamento de custas.

Cônjuge

Cecília de Osório, cristã-velha

Cargos, funções, actividades

meirinho da Relação do Porto

Notas

Por provisão do bispo D. Fernão Martins Mascarenhas, Inquisidor Geral, de 05/12/1618, foi-lhe perdoado o tempo de degredo que lhe faltava cumprir.